fbpx
4 passos para sair de uma crise financeira empresarial

4 passos para sair de uma crise financeira empresarial

Antes de partir para medidas práticas para driblar a crise na empresa, é preciso admitir o problema. Por mais óbvio que seja, não custa repetir: quem não se reconhece em meio à dificuldade, não pode identificar suas causas e enfrentar suas consequências.

Se você já venceu essa etapa, está pronto para as próximas. Confira passo a passo como sair da crise financeira, elabore seu planejamento e coloque sua estratégia em ação com foco e disciplina.

Passo 1: Identifique as causas

A identificação das causas é fundamental, pois só assim você poderá combater o mal na raiz, eliminando uma possível fonte de desperdício, que é por onde o capital da empresa vem escapando.

É esse exercício que permitirá descobrir para onde o dinheiro está indo. Nessa etapa, consulte seu contador e peça auxílio.

Algumas das possíveis causas para a crise, que serão identificadas a partir desse diagnóstico:

  • Baixo faturamento
  • Falta de recursos para atender aos compromissos financeiros
  • Dificuldade de manter ou aumentar o prazo de pagamento dos fornecedores
  • Indicadores em queda (em empresas que trabalham com eles)
  • Metas não atingidas.

Passo 2: Avalie as alternativas

Há algumas medidas comuns que beneficiam pequenos negócios em crise. O empreendedor precisa avaliar a possibilidade de:

  • Encolher o tamanho da empresa
  • Diversificar o mix de produtos ou serviços oferecidos
  • Expandir para outras localidades, estados ou até mesmo países
  • Mudar para outro ramo de negócios
  • Fechar a empresa.

Veja que entre as cinco opções listadas, há medidas extremas, como investir no crescimento da empresa ou mesmo encerrar suas operações. E por que isso acontece?

Uma análise do que o negócio produz e do que pode vir a produzir em termos de capital é que irá definir os rumos a adotar. Ao final dela, por exemplo, o empreendedor pode identificar que não há como sair da crise e que mudar de ramo ou fechar a empresa é a única opção para evitar um prejuízo maior.

Passo 3: Reveja estratégias, ajuste o planejamento

Diante da crise, o empreendedor deve analisar friamente como chegou até essa situação e, a partir daí, redefinir seu plano de negócios. Para esse objetivo, ele lista as quatro principais ações:

  • Estipular metas possíveis, em consonância com a realidade do mercado
  • Monitorar se o plano de negócios está sendo seguido – caso contrário, redirecionar as ações
  • Verificar se o plano de marketing está atingindo seu público-alvo
  • Rever as condições de vendas e de compras, adequando-as à realidade do mercado.

Avalie como encaixar essas medidas de forma a atender à alternativa escolhida no passo 2 como a que melhor se adapta ao seu negócio. Se a expansão das atividades é sua opção, por exemplo, já tem aí a definição de uma nova meta e pode elaborar um plano de ação para alcançá-la.

Passo 4: Construa e execute um plano de ação

Esse plano é baseado na situação que você identificou lá atrás, no passo 1, ou seja, as causas que o trouxeram para o atual cenário desfavorável. Essa fase é delicada e exige atenção redobrada para que a execução ocorra conforme o previsto.

Para isso, não deixe de seguir estas quatro dicas:

  • Estruture um plano de recuperação
  • Monitore a execução do plano e não os abandone ao primeiro sinal positivo
  • Conte com profissionais competentes e habilitados para elaborar e monitorar seu plano
  • Caso não disponha de pessoal específico, terceirize – isso não é um custo, mas um investimento.

Passo 5: Mantenha o controle financeiro

Se você está no mar, à deriva, mas vê um barco vindo em sua direção, não deixa de nadar por estar animado com o alívio no horizonte, não é mesmo?

Então, esse derradeiro passo na sua recuperação financeira é objetivo: não pense em abandonar o controle financeiro assim que finalmente voltar ao azul. Ao contrário, a dica é implantar meios de gestão ainda mais severos. Você não vai querer voltar a se afogar.

Veja nossa plataforma de simulação!

Fale conosco agora

Compartilhe este post

Não há comentários no momento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar.

Shopping Cart
Open chat
1
Olá,
Podemos ajudar você, fale com um consultor.
Powered by